Certa vez em Nova Jersey, Srila Prabhupada me chamou para o seu quarto e me perguntou muito amigavelmente se eu estava lavando suas roupas em água quente com sabão. Ele disse que normalmente não é necessário tanto sabão assim, mas por causa dele estar recebendo massagens com óleo, era necessário lavá-las com sabão e água quente para limpá-las de modo apropriado. Ele foi muito gentil, dócil e amoroso, e nem um pouco rude ou em tom de repreensão. Então ele também me perguntou sobre minhas roupas, se eu tinha outras roupas ou não. Dado que, como artista, eu ainda vestia calças jeans. Saris ainda não tinham sido introduzidos. Ele comentou, “Eu não gosto que vistam essas calças ocidentais com todas as partes expostas. Melhor para mulheres é vestir longos vestidos ou saris, como elas fazem na Índia”. Eu concordei e decidi procurar por saris, já que tudo que eu tinha eram jeans, e é claro, mais tarde nós começamos a sempre vestir saris e vestidos longos ao invés de calças. Obrigado, Srila Prabhupada, por se importar tanto conosco que o senhor nos ensinou como se vestir, como comer, e até mesmo como escovar os nossos dentes. O senhor é o pai perfeito, tanto que até mesmo hoje eu ainda me lembro do senhor durante minhas atividades diárias. Outra vez o senhor comentou sobre o meu cabelo curto, recentemente aparado na altura das orelhas e disse: “Eu não gosto desse tal de bob hair. Você deve usar cabelo longo como o de Jadurani em uma trança nas costas.” O cabelo de Jadurani era amarrado nas costas em um rabo de cavalo desde a sua nuca, no seu pescoço. Então desde aquele dia eu deixei meu cabelo crescer e o uso tal como o senhor solicitou. Outra vez o senhor sugeriu que eu amarrasse o meu cabelo como um laço para capturar a Krishna. O senhor explicou que brahmacaris usam sua sikha como um laço e na Índia, as mulheres também amarram os seus cabelos em um laço para capturar a Krishna com aquele laço. Esse é o significado do laço da sikha e também da tradição das mulheres de juntar seus cabelos em um laço. Muito obrigado, Srila Prabhupada. O senhor é um pai tão perfeito que nos ensinou como nos apresentar, como nos vestir, e como viver. O senhor é o nosso eterno pai. Muito obrigado.

Memória de Srila Prabhupada por Govinda Devi Dasi, extraída da obra “Prabhupada stories”
Texto original disponível em Srila Prabhupada Lila: http://www.srilaprabhupadalila.org/location/new-jersey-usa/soap-suds-and-duds/5043/1111

Follow us

Share: